Como iniciar um plano de marketing de conteúdo

Shapers | 22/11/2018 | 6 minutos Conteúdo

Atualmente quem deseja ter um negócio de sucesso precisa investir em novas formas de atrair, engajar e fidelizar seus clientes. E o marketing de conteúdo é um dos melhores aliados para isso. Porém, não é somente produzir conteúdo e esperar bons resultados, é preciso criar estratégias e ter um plano de marketing para que os resultados apareçam.

“Se você falha em planejar, está planejando falhar.”
Benjamin Franklin

As mídias sociais, blog e site são os principais canais de comunicação entre a marca e seu público-alvo. Portanto, são nesses canais que serão implementadas as estratégias de conteúdo. Assim, para montar seu planejamento não é preciso complicar, você pode criá-lo por meio dos seguintes passos:

1. Defina o objetivo da sua estratégia de marketing de conteúdo

Primeiramente, é preciso definir o objetivo de aplicar as estratégias de marketing, como:

  • Aumentar o engajamento com a marca.
  • Expandir o reconhecimento da marca.
  • Diminuir o ciclo de vendas.
  • Gerar leads.
  • Reduzir o custo de vendas.
  • Vender mais.
  • Viralizar ideias.

Claro que esses são somente alguns exemplos, assim defina quais são os seus objetivos de acordo com o que deseja conquistar com a criação do plano de marketing de conteúdo.

2. Conheça seu público-alvo

Para que as suas estratégias atraíam seu público-alvo, é preciso conhecer e “falar a língua dele”. Ou seja, é necessário criar uma persona e basear suas estratégias conforme o seu comportamento, desejos e objetivos. Uma persona nada mais é do que o cliente ideal, criado com base em arquétipos reais das pessoas que fazem parte do público-alvo.

Ao defini-la, você consegue saber a melhor linguagem, canais e formas de atingir seu público-alvo por meio das ações de marketing de conteúdo.

Ah, agora você deve estar se perguntando como criar a persona, não é? Para isso, responda às seguintes questões:

  • Qual é o nome da sua persona?
  • Qual é a idade ou faixa etária da persona?
  • Onde ela mora?
  • Qual é a sua profissão e o nível de escolaridade?
  • Quais são seus problemas?
  • Quais são e onde buscam conteúdos para resolver seus problemas?
  • Quais são as redes sociais que eles mais utilizam?
  • Quais são os seus hobbies?
  • Quais são os seus objetivos primários e secundários?
  • Entre outras questões que podem ajudar na criação da persona.

Ao responder essas questões, você conhece o seu público-alvo. Desta forma, é possível definir qual é a melhor linguagem e canais para criar relacionamento com ele.

3. Use a linguagem adequada

Agora que já definiu a sua persona, é a hora de usar a linguagem adequada para criar conteúdos para ela. Assim, você precisa definir se a linguagem utilizada será mais informal ou formal.

Ah, mas não apenas a linguagem é importante, também é necessário definir se a comunicação será por texto, foto, vídeo. Além disso, pense como será a entrega e assimilação dos conteúdos por meio de cada canal de comunicação utilizado em sua estratégia de marketing de conteúdo.

4. Crie conteúdos relevantes

A criação de conteúdos é a parte mais importante no planejamento, afinal, é através dele que os objetivos definidos serão alcançados. Por isso, tente criar conteúdos que realmente sejam relevantes para o seu público. Engana-se quem pensa que criar conteúdo é ter poder de convencimento, na verdade o importante é criar relacionamento, e isso só pode ser conquistado tendo um conteúdo autêntico, real e com a entrega de valor para o público.

5. Foque nos canais utilizados

Se você já definiu sua persona, já sabe em quais canais investir, não é? Assim, é necessário focar apenas nos canais corretos para atingir o público-alvo. De nada adianta focar em uma determinada rede social, se o seu público não está lá.

Além disso, é preciso pensar no melhor formato para cada um desses canais. Ou seja, é válido produzir vídeos, infográficos, blog posts, webinars, desde que eles sejam entregues nos canais corretos. Aliás, após a entrega, é sempre bom verificar se eles estão criando engajamento esperado.

6. Crie relacionamento

Não é somente pelo conteúdo que uma marca cria relacionamento com seus clientes. Interagir, responder e estar sempre atento ao feedback deles também é importante para criar e fortalecer essa relação. Por isso, busque sempre estabelecer um diálogo com seu público, respondendo suas perguntas, avaliações e outros apontamentos. Lembre-se de ser educado, explicativo e solícito, afinal, nada melhor do que um cliente satisfeito e engajado com sua marca, não é?

7.  Aplique a estratégia de Benchmarking

O Benchmarking é uma estratégia que consiste na avaliação dos cenários interno e externo (concorrência) para usá-los como referência. Assim, é possível verificar quais são as práticas de marketing de conteúdo que melhor estão funcionando para os seus concorrentes, e, com isso, aprender e conseguir inovar para agradar ainda mais seu público-alvo.

8. Mantenha um cronograma

Para que as estratégias sejam colocadas em prática, realizar um cronograma é essencial em seu plano de marketing de conteúdo. Desta forma, ao criar uma periodicidade para a criação e postagem dos conteúdos, a equipe pode se organizar melhor, não comprometendo nenhuma das etapas do planejamento. Aliás, é importante ter regularidade nas atualizações para criar relacionamento com seu público.

9. Delegue tarefas

É importante delegar com antecedência as tarefas que serão cumpridas por cada membro da equipe que participará das estratégias de marketing de conteúdo, como quem ficará responsável pela criação das pautas, escrita do conteúdo, publicação e monitoramento de cada canal de comunicação da marca. Contudo, mesmo que existam profissionais diferentes nos canais, é preciso criar um padrão de linguagem para que todos sigam esses direcionamentos em seu trabalho.

10. Monitore os resultados

Engana-se quem pensa que é só escrever, postar e pronto, no marketing de conteúdo isso não funciona assim! Quando as ações já estiverem em andamento, é necessário monitorar os seus resultados, como definir os KPIs (Key Performance Indicator) que serão mensurados. O KPI é um indicador-chave de desempenho, alguns desses indicadores são:

  • Taxa de Conversão
  • Custo de Aquisição de Clientes (CAC)
  • Customer Lifetime Value (CLV)
  • Retorno de Investimento em Marketing (ROI)

Seguindo essas dicas, é possível evitar que uma estratégia errada siga em frente, sendo possível corrigir erros e mudar partes do planejamento em curso.

Gostou dos passos de como iniciar um plano de marketing e precisa de conteúdo? Então saiba como contratar com a Shapers!


Shapers
Shapers 22/11/2018 | Conteúdo
Você merece conteúdo de qualidade. Assine nossa newsletter. Cadastre seu e-mail ao lado e receba conteúdos exclusivos, insights e tendências. Fácil assim.
Campos com (*) são obrigatórios