Como criar conteúdos que convertem [3 dicas infalíveis]

Shapers | 14/01/2019 | 6 minutos Estratégias

Oferecer conteúdos que chamem a atenção e engajem o leitor se tornou um caminho certeiro para empreendedores, online ou não, estabelecerem relação com clientes e futuros clientes.
Definitivamente não se trata de materiais de venda, mas sim de conteúdos ricos e profundos que, consumidos, convertem leitores em leads e leads em vendas.
Empresas que investem na adoção de uma estratégia de marketing de conteúdo têm encontrado, comprovadamente, mais resultados na chegada de leitores e leads.

A reconhecida pesquisa Content Trend, que entrevista milhares de empresas sobre suas iniciativas em marketing, confirmou na edição de 2018 que empresas com estratégias de marketing de conteúdo atraem 2,6 vezes mais leitores e geram 3,7 vezes mais leads.

Conteúdos relevantes versus oferta de produto

Adotar uma estratégia de marketing de conteúdo é o primeiro passo para produzir e gerar visitas a materiais ricos e completos. Mas é importante notar a diferença que existe entre produzir conteúdos que interessem ao seu público e simplesmente "vender seu peixe".

Ao mesmo tempo em que a persona que você busca alcançar procura conteúdos que ajudem a suprir suas demandas de negócios, esta persona, por mais que esteja em seu radar de venda, não procura seu blog, por exemplo, para uma apresentação de produto.

Vai estar sempre viva a tentação de usar os materiais ricos de sua estratégia de marketing de conteúdo para vender seu peixe. Mas deve estar sempre viva também a convicção de que seu público procura materiais que ofereçam respostas e não propostas.

Criar conteúdos que convertem, que trazem leads, que vão acabar em vendas, é o sonho de toda estratégia. Colocar isso em prática pede que se dê mais foco a perguntas como "Como posso ajudar meu público hoje?" e menos foco a questões como "Como posso vender meu produto hoje?".
Para entender na prática essa estratégia, separamos três dicas para você entender como criar conteúdos que convertem:

1. Pesquise e use palavras-chave

Criar um conteúdo que converte inclui fazer com que ele seja encontrado. Se um dia usamos listas telefônicas ou enciclopédias pra encontrar conteúdos, não usamos mais. É nos buscadores que procuramos as coisas. Mais especificamente no Google, responsável pela maioria esmagadora das pesquisas.

Por isso, antes de escrever, é fundamental que você pesquise que palavras-chave são mais procuradas quando o assunto é o seu. A própria Google oferece uma ferramenta para que você veja quais palavras são mais buscadas.

Esse tipo de pesquisa é fundamental, porque as palavras mais buscadas precisam estar não só no conteúdo criado, como em espaços do próprio site, a fim de que o Google melhore seu posicionamento nas buscas.
Além disso, é importante considerar que usar apenas palavras-chave genéricas nem sempre é a melhor escolha.

Vamos te dar um exemplo: se você pesquisar por "marketing digital" na internet, achará uma imensidão de respostas, mas, provavelmente, nenhuma que responda exatamente à sua demanda - a menos que esteja procurando entender o que é o marketing de conteúdo como um todo.

É possível perceber que palavras-chave genéricas não são a melhor saída nem para quem publica nem para quem pesquisa. Agora, se você pesquisar "marketing digital para consultórios odontológicos" é muito provável que seus resultados serão direcionadas à resposta que procura.

Quanto mais específico for o termo, menos ele será buscado na internet - mas mais gente realmente interessante poderá encontrar sua publicação.

2. Otimize seu texto na lógica do SEO

Você deve ouvir falar muito sobre SEO. Em Inglês, a sigla significa search engine optimization (otimização dos mecanismos de busca). Pra você entender fácil: os mecanismos de busca, como o Google, querem entregar o melhor conteúdo possível ao usuário. Por isso, existem alguns mecanismos para selecionar que sites devem aparecer com mais destaque no resultado das buscas. Otimizar seu site para que esses mecanismos levem até você é fundamental!

Algumas ações são práticas e dão muito resultado:

  1. Não publique conteúdos superficiais. Pesquisas recentes, como a do serpIQ que analisou mais de 20 mil palavras-chave, mostram que em geral os conteúdos que figuram a primeira página do Google tem mais de mil palavras. Ou seja, conteúdo real e aprofundado é tudo!
  2. Crie uma página que aproxime o visitante, não que o afugente. O Google analisa criteriosamente a taxa de rejeição dos sites (baseada em quanto tempo o usuário passa na página). Por isso, hoje em dia é fundamental ter um site responsivo para o mobile (que se adeque automaticamente a um celular ou tablet) e que carregue rapidamente.
  3. Ofereça conteúdos com escaneabilidade. Por mais que a palavra-chave seja bem escolhida, ou que o conteúdo seja muito bom, é importante levar em consideração que as pessoas leem com os olhos e não se prendem em conteúdos muito corridos. Títulos e chamadas que mostrem onde está a resposta que o leitor procura fazem toda a diferença.

3. Faça com que o usuário continue com você

Uma estratégia possível, e muito usada, é trazer links que façam o usuário continuar consumindo os conteúdos do seu site. Se o possível lead chegou à sua publicação através de uma pesquisa no Google, ele pode chegar ao próximo post através de um link no seu próprio site.

Além de referências de conteúdo para o próprio site, outra forma de manter o fluxo em suas páginas é inserindo um CTA, em Inglês call to action (chamada para ação).

Uma CTA bem feita pode oferecer uma recompensa (como um e-book ou um checklist), oferecer um desconto se o conteúdo em questão estiver no meio ou no fundo do funil ou chamar para um outro conteúdo dentro do próprio site.

Há diferentes formas de fazer uma boa CTA, mas o mais importante é que ela exista para manter a jornada do usuário. É improvável uma conversão com conteúdo no primeiro acesso ao site, mas quando a uma teia de relação entre os conteúdos a conversão torna-se muito mais eficiente.

Criar conteúdos que convertem pede estratégia e gestão

Você viu que produzir uma verdade estratégia de marketing de conteúdo inclui várias etapas. Além da geração de conteúdo digital, a gestão de conteúdo é fundamental para que se tenha efetividade no marketing nas redes sociais (e no site também).

Antes de ir embora, convidamos você a acessar um artigo completo com 40 formatos além dos tradicionais e-books para estratégias de inbound marketing.

Muito mais do que produzir conteúdos, criar conteúdos que convertem é mais um passo de uma estratégia digital. O que está esperando? Continue o aprendizado!

Contrate Conteúdo


Shapers
Shapers 14/01/2019 | Estratégias
Você merece conteúdo de qualidade. Assine nossa newsletter. Cadastre seu e-mail ao lado e receba conteúdos exclusivos, insights e tendências. Fácil assim.
Campos com (*) são obrigatórios